As duas faces da inovação: fazer o diferente e fazer diferente

As duas faces da inovação: fazer o diferente e fazer diferente

A inovação é uma palavra de ordem no mundo dos negócios. Cada evento tem tempo para começar, para durar e também para terminar. Por isso, profissionais e empresas devem buscar constantemente meios de manterem-se atualizados e, mais do que isso, meios de estarem sempre à frente do seu tempo e da sua concorrência. Mas, para isso, não basta fazer o diferente, é preciso também fazer diferente, ou seja: lançar a novidade e aperfeiçoar essa novidade no decorrer do tempo, para que ela não perca o seu valor.


Conforme considera Eduardo Pedreira, professor de Sustentabilidade Corporativa, da Fundação Getúlio Vargas, inovar é uma moeda de duas faces. De uma lado, está o início de algo novo, do outro, o aperfeiçoamento do antigo. Segundo Pedreira, “fazer coisas diferentes é tão importante quanto fazer diferente as coisas que já fazemos. Quando criamos coisas diferentes adentramos a novos mundos, mas ao fazemos diferente e melhor aquilo que já nos é familiar, adquirimos qualidade e excelência” (fonte da citação aqui).


Os processos de inovação pelos quais as empresas passam, hoje, são inerentemente tecnológicos. Não se pode mais pensar em uma reforma avançada nos negócios sem supor uma solução tecnológica para isso. Cada vez mais, desenvolvedores de softwares e especialistas em tecnologia são acionados para darem suporte às necessidades de inovação do mercado.


Nesse contexto de inovação e aperfeiçoamento, os softwares são o principal requisito, pois eles agregam modernidade e diminuem burocracias, aumentam a performance das equipes e gera qualidade e lucro para as empresas, com rapidez e economia insuperáveis. Os softwares oferecem uma gama de tarefas, das mais básicas às mais desenvolvidas, nos mais diversos setores do mercado.


A inovação não se trata simplesmente de contar com uma equipe proativa e engajada nos desafios e nas propostas da empresa; também não é apenas contar com produtos ou serviços que superem os demais. A inovação deve se dar fundamentalmente na cultura organizacional, promovendo aperfeiçoamento de todo o negócio e impulsionando os resultados.


A inovação organizacional diz respeito à instalação de novos métodos organizacionais na empresa que podem ser realizados através de novos modelos de gestão e de negócios. Alguns dos pontos que a tecnologia ajuda a desenvolver na inovação corporativa são: o uso computacional em rede, a atualização das informações em tempo real, a compatibilidade com dispositivos móveis (como aparelhos celulares e tablets), a edição conjunta de documentos e arquivos etc.


Mas, apesar desses e de outros recursos, a tecnologia não é capaz de inovar e aperfeiçoar o trabalho da corporação sozinha. É importante que as empresas e mesmo os profissionais de TI, que também buscam por inovações e aprimoramentos, associem a técnica com a criatividade pessoal, ou da equipe (nos casos das corporações), pois de um olhar singular vem o desejo pelo novo.


Fazer o diferente, de fato, torna o profissional relevante, mas é preciso trabalhar para também fazer diferente, com esforço e dedicação contínuas. É preciso sempre levar em conta essas duas facetas da inovação.

Comentários

Vamos conversar

Contato Miner

Quer saber mais sobre nossas soluções? Envie seus dados e em breve retornaremos.

Endereço

Rua Julia Salvador Benedet, nº 44 Sala 5 - Próspera - Criciúma - SC - CEP: 8881-1760

Como chegar
Nossos Números

Fixo : 48 3411-5634 Celular : 48 9 8825-3147

Chame no Whatsapp
Trabalhe conosco

Venha fazer parte da
nossa equipe!

Envie seu currículo

6 + 6 =

Atendimento via
Whatsapp

Aréa de
Suporte